09 Mai Em Jerusalém, presidente do PSC reafirma o compromisso com o fortalecimento das relações diplomáticas entre Brasil e Israel

Escrito por Gabriela Athias

O presidente do PSC, Pastor Everaldo, foi recebido ontem (dia 8), em Jerusalém, pelo presidente do Knesset, o Parlamento Israelense, Yuli Yoel Edelstein. Durante a audiência, Everaldo afirmou que um dos compromissos do vice-presidente Michel Temer, ao assumir a Presidência da República, é restabelecer as relações diplomáticas entre Brasil e Israel. Em setembro de 2015, o governo brasileiro rejeitou a indicação do diplomata Dany Daian para representar o governo de Israel no Brasil, criando um incidente diplomático ainda sem solução.

Seis parlamentares integram a delegação do PSC em Israel: os deputados federais Jair Bolsonaro (RJ) e seu filho, Eduardo Bolsonaro (RJ). Os deputados estaduais fluminenses Flávio Bolsonaro, Felipe Soares (RJ) e Noraldino Júnior (MG), além do vereador Carlos Bolsonaro (RJ) e da secretária de desenvolvimento do Ceará, Nicolle Barbosa.

“O objetivo da visita é conhecer setores em que Israel, a única democracia do Oriente Médio, é líder global, como tecnologia, agricultura e segurança”, diz Everaldo, que tem na comitiva pelo menos três pré-candidatos a cargos no Executivo, sendo o principal deles o deputado federal Jair Bolsonaro, virtual pré-candidato à Presidência da República em 2018.

Edelstein afirmou ter “sofrido pessoalmente” com a decisão do Brasil em relação a Dayan já que ambos são moradores de colônias na Cisjordânia (Samaria e Judeia) – um dos motivos pelo quais o governo Dilma Rousseff não aceitou Dayan no Brasil.

O congressista afirmou acreditar na força da cooperação entre os dois países. “Enquanto Israel é uma liderança mundial importante em tecnologia e inovação, o Brasil, que já é uma potência, ainda tem um imenso espaço de crescimento”, afirmou.

O deputado federal Jair Bolsonaro lamentou a decisão do governo brasileiro de não aceitar Dayan e afirmou que, se for eleito Presidente da República, sua primeira visita oficial será a Israel.

Última modificação em Segunda, 09 Maio 2016 19:48