02 Dez A valorização da Família

Escrito por Pastor Everaldo

Em nossas atividades, especialmente na área da política, tenho buscado resgatar os valores da família. Faço isso por saber que esse tipo de ação repercute, diretamente, não só na criação de condições para uma vida mais feliz dos indivíduos, mas também na construção de um Brasil melhor e um mundo mais fraterno.

A família é a organização básica da sociedade. Não deixamos de atuar também pela redução da violência, educação de qualidade e oportunidade para todos, mas uma das principais bandeiras do Partido Social Cristão é a valorização da família.

Família na história

Desde o início da jornada humana, somos informados de que a família é a célula mater da sociedade. No Gênesis, temos o registro de que os povos que viveram antes do dilúvio descendem da família criada por Deus: Adão e Eva.

Naquele episódio, Deus preservou a família de Noé para a continuidade das novas gerações. No período seguinte, há inúmeros relatos de civilizações que surgiram na Mesopotâmia, Egito, Índia, China, Grécia, e alguns países da Europa, além de civilizações do Novo Mundo, como o reino dos Incas, dos Astecas, dos Maias e outros.

Na antiga Mesopotâmia, temos o registro de um homem, Abraão, que recebeu uma ordem divina para ir em direção à região que hoje é o Estado de Israel, e que nele, e em sua família, seriam abençoadas todas as famílias da terra.

Assim, na história, há muitos relatos, de pessoas que formaram suas famílias, deslocaram-se para outros lugares e que, na saga de suas ações, nos legaram informações diversas sobre o florescer, o andar e a epopéia de milhares de famílias na face da Terra.

A valorização da família no Brasil

O Brasil, por exemplo, surge de famílias portuguesas que aqui chegaram no período das Capitanias Hereditárias, somando-se aos grupos indígenas que já residiam, muitos preservados até hoje.

Recebeu posteriormente outras contribuições, especialmente da África, e, por contingências de guerras e conflitos, famílias vindas da Europa, do sudeste asiático e de outros lugares. Todas estas famílias contribuíram para a formação do Brasil.

A família na Bíblia

Vale destacar também, e prioritariamente, a família no sentido bíblico, pois Deus disse: “Por isso, deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher, tornando-se os dois uma só carne”, Gênesis 2.24.

O registro divino é bem claro: “deixa o homem pai e mãe e se une à sua mulher”. Unindo-se à sua mulher, surgem os filhos, a descendência, a continuidade das gerações.

É na família que são modelados os valores éticos e morais, importantes para a sociedade.

O significado da palavra ética, que vem do grego, é que nela se estabelece a pauta das ações do indivíduo, onde quer que o ser humano venha agir, ou seja, a conduta dos pais, dos filhos, da família em geral. Quanto à moral, que vem do latim moralis, relativo aos usos e costumes, ensina tudo aquilo sobre o que é honesto, virtuoso, correto, seguindo os princípios de convivência nas relações humanas.

A família e as crianças

É na família que formamos a criança de hoje, jovem de amanhã e o homem e a mulher do futuro. Por isso, o sábio rei Salomão ensina:

“Eduque a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele” (Provérbios 22.6).

Na família ensinamos à criança o respeito, a disciplina, a responsabilidade, a superação de fatos do dia-a-dia, a cooperação entre os seres humanos. Se educarmos a criança nos valores éticos e morais, lembrando que eles estão contidos nos valores cristãos, teremos amanhã um jovem sadio e um ser humano equilibrado.

A família na Constituição brasileira

O voto de milhões de brasileiros, por meio de seus representantes no Congresso Nacional, decidiu que o Estado protegerá a família brasileira, com garantia na Constituição Federal, de acordo com o artigo 226, parágrafo 3°, que estabelece: “Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento”.

A família valorizada certamente contribuirá para um Estado democrático forte, que será um referencial para as demais nações.
Todos precisamos contribuir com esta tarefa de fortalecer a família brasileira, não somente na educação de base, saúde, segurança e economia, como também através dos valores éticos e morais.

* Pastor Everaldo é Presidente nacional do PSC