Escrito por

Debate-cnbb-7851-w1

Logo na chegada ao Debate dos Presidenciáveis promovido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) nesta terça-feira, 16/9, na cidade de Aparecida, SP, estava tomado por um sentimento de indignação com as notícias que circulam, inclusive na imprensa internacional, sobre esta roubalheira generalizada que atinge o Brasil nos últimos tempos. Dentre os artigos, havia especialmente um relacionado ao escândalo envolvendo a Petrobras que acabara de ser publicado na imprensa internacional, na Revista Forbes, que mais uma vez envergonhava os brasileiros. Por este motivo e pelo fato de estar num evento organizado por religiosos, precisei falar com ênfase, nas entrevistas, sobre um mandamento bíblico que a sociedade brasileira quer muito ver cumprido no País nestes dias: o "Não roubarás".

Em meu lamento indignado sobre esta corrupção generalizada do governo do PT, relembrei o Mensalão 1 e disse que agora temos também o Mensalão 2. Mas afirmei que sou o candidato que pode fazer a verdadeira mudança nesta situação, passando para a iniciativa privada até a própria Petrobras, pois, se você observar com atenção, na verdade, esta empresa já não pertence ao povo brasileiro há muito tempo... Inclusive, esta solução proposta por mim de forma pioneira em rede nacional, de passar a Petrobras para a iniciativa privada, foi elogiada na mesma reportagem na revista Forbes, uma das mais importantes publicações de economia do mundo.

Debate-cnbb-WA0099-w1

Durante o debate dos presidenciáveis, propriamente dito, que foi transmitido ao vivo por uma rede de emissoras de radio e TV católicas, voltei a falar deste tema da corrupção, desta vez numa pergunta para o Aécio sobre o que ele achava da atual presidente dizer que não tinha a menor ideia do que estava acontecendo na Petrobras. Mesmo tendo sido ministra das Minas e Energia e presidente do Conselho de Administração da Petrobras como chefe da Casa Civil... E sendo atualmente a Presidente da República...

Na réplica, relembrei que, no Mensalão 1, o ex-presidente Lula também disse que não sabia de nada. Até quando vamos passar por esse tipo de situação em que o dinheiro público vai pelo ralo da corrupção e ninguém sabe de nada? Vemos aí milhões indo pelo ralo da corrupção. Alguns que foram presos levantam o braço e manifestam como se fossem heróis. A população brasileira concorda com isso? A pessoa rouba o seu suor, o seu trabalho, você dá o sangue e depois é roubado, e ainda sai com punho erguido dizendo que é um herói brasileiro. Esta é uma situação que envergonha o brasileiro, envergonha a cada um de nós.

É triste que no Brasil ainda seja necessário defender o que era para ser óbvio e obrigatório para todos: Defendo um firme combate à corrupção!

Escrito por

revista-forbes-elogia-proposta-psc-w1

A revista Forbes, em sua edição de setembro, faz um alerta sobre o risco que representa, para o futuro do País, uma hipotética reeleição da presidente Dilma nas eleições de outubro. E as cinco razões pelas quais, segundo a Forbes, Dilma Rousseff não deve ser reeleita são: 1) a recessão na economia; 2) inflação em alta; 4) crescimento da dívida Pública; 4) estagnação na distribuição de renda; e 5) os escândalos na Petrobras. De acordo com a publicação, sob o comando da presidente Dilma Rousseff, o "Brasil passou da efervescência para a melancolia".

Sobre o caso do escândalo da Petrobras, o autor do artigo da Forbes chega a citar o Pastor Everaldo como o candidato que, apesar de ter apenas 1% das intenções de voto, segundo as pesquisas, apresentou a solução mais lógica para o problema: a privatização da companhia.

Obviamente, eu não fico feliz em ver o Brasil nessa situação; mas fico satisfeito por constatar que o meu diagnóstico, e o do PSC, sobre as mazelas que nos impedem de seguir adiante, está correto. Uma nação não cresce com inflação e recessão; não cresce com as contas públicas sem controle e com escândalos; não cresce sem distribuição de renda. Isso tudo, somado, afeta seriamente até a auto-estima da nossa população. É por isso que é preciso mudar e pra valer!

E o cenário fica ainda mais preocupante quanto o partido que detém o poder no País e sua principal representante, a presidente Dilma, são incapazes de reconhecer os erros e, pior, perseguem aqueles que apontam os descalabros, como é o caso do PSC. Estamos com nossa campanha eleitoral suspensa pelo TSE devido a uma representação do PT, que não sabe aceitar críticas e age com autoritarismo ao calar a voz dos que não se conformam com a atual realidade e querem mudá-la pela via democrática, ou seja, por meio das eleições.

Escrito por

O Partido Social Cristão e o presidenciável Pastor Everaldo vêm a público manifestar a sua indignação e repúdio diante de uma ação antidemocrática do PT que, mediante representanção junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), retirou do ar, durante 24 horas, nesta terça-feira (16 de setembro) a propaganda eleitoral do partido e do Pastor.

Na representação, o PT alega que as críticas feitas pelo PSC no dia 13 de setembro foram "ofensivas e degradantes". Para o presidenciável Pastor Everaldo e para o Partido Social Cristão e, certamente aos olhos da sociedade brasileira, a atitude do Partido dos Trabalhadores vem confirmar o comportamento autoritário de um partido que não sabe lidar com a crítica.

As manifestações contra o PT podem ser vistas diariamente nas redes sociais e a reação contra a campanha do PSC demonstra, na realidade, um temor de não conseguir ir para 2º turno e vencer as eleições.

PSC Nacional - Pastor Everaldo

PT-BANNER-w2

Escrito por

museu-pedro-americo-w

No município paraibano de Areia, onde nasceram o pintor Pedro Américo (quadro "Grito do Ipiranga") e o escritor José Américo de Almeida (livro "A Bagaceira") reafirmei, no sábado, 6/9, em visita ao Museu da cidade, o compromisso que tenho de, eleito presidente, investir maciçamente em cultura e educação, usando o dinheiro que vamos ter a mais através do combate à corrupção.

O plano de governo do Partido Social Cristão (PSC) tem como um de seus eixos principais a qualidade de vida, entendendo que um projeto completo com este fim de ampliar a qualidade de vida do povo brasileiro deve necessariamente buscar, entre vários outros itens, "educação e saúde livres e descentralizadas; esporte e cultura independentes". Algumas de nossas ações relacionadas a esta área são: Investimento público prioritário em programas de inclusão social da população jovem e carente através da cultura; Crescente desoneração fiscal no setor cultural nacional, em virtude do relevante serviço social prestado; ações que garantam acesso de toda a sociedade brasileira à cultura.

feira-livre-areias-w3

feira-livre-areias-w2

Nossa viagem pelo Nordeste neste fim de semana começou com uma caminhada na feira livre do município de Areia, na Paraíba (a 136 km da capital, João Pessoa), sábado, 6/9. Depois, estivemos em Campina Grande, onde concedemos entrevistas e também gravamos um programa eleitoral para a televisão, Em seguida, fomos à João Pessoa, para reuniões políticas e mais entrevistas, antes de seguirmos para a capital pernambucana, Recife, e, depois, Fortaleza, Ceará.

feira-livre-areias-w4

Na Paraíba, tive o prazer de estar acompanhado de nosso candidato a vice-presidente, Leonardo Gadelha, e do ex-senador Marcondes Gadelha, candidato a deputado federal pelo PSC-PB.